br ar    v a l v

António José Macedo alerta para perda de mais uma valência em Ovar PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Escrito por Comissão Coordenadora de Ovar da CDU   
Domingo, 02 Agosto 2009 22:59
Etiquetas:
Miguel Viegas no local

O concelho de Ovar - e particularmente a cidade de Ovar - padece, como é sabido, de uma crónica falta de infra-estruturas, particularmente na área do desporto e do lazer. Preocupado com as obras da passagem desnivelada de S. Miguel e das suas consequências no único centro equestre do concelho, António José Macedo, cabeça de lista da CDU à Câmara Municipal de Ovar, acompanhado por Miguel Viegas, candidato à Assembleia Municipal, estiveram este fim de semana no local onde mantiveram uma reunião com os proprietários do centro.

A empresa Cavalos e Companhia, Centro Hípico de Ovar, funciona naquele local há 11 anos ao longo dos quais foi consolidando a sua posição, melhorando os equipamentos de treino, bem como o número e a qualidade das boxes onde são alojados os cavalos. Hoje, mantém em funcionamento uma escola de equitação com várias dezenas de alunos, prestando igualmente uma valiosa colaboração com instituições especializadas do trabalho com pessoas portadoras de deficiências físicas e/ou motoras.

 

Estaleiro inviabiliza actividade

Sucede que, com o arranque das obras da passagem desniveladas de S. Miguel, parte importante do centro equestre foi objecto de expropriação e posterior instalação de um estaleiro que na prática inviabiliza por completo a sua actividade, não só pela questão do espaço onde passará futuramente a desnivelada, mas também pelo efeito do ruído e do pó das obras na saúde dos animais. Neste quadro existem um processo negocial em curso com vista à resolução deste caso, mas que poderá traduzir-se na deslocalização do centro para outro concelho, para grande pena dos muitos alunos e dos próprios donos do centro hípico.

Depois de tomar nota dos factos, António Macedo prometeu interceder junto de todas as partes envolvidas no sentido se ser encontrada uma solução justa e viável que permita a esta importante empresa continuar a prestar este importante serviço à comunidade vareira. Neste sentido, António Macedo entende que a Câmara ocupa um lugar central neste processo, não podendo aliar-se desta questão fundamental, sendo que a questão principal passa simplesmente pela procura de um terreno alternativo. Seria, de acordo com o candidato da CDU incompreensível que, com tantos apoios distribuídos às mais diversas instituições do concelho, a Câmara virasse as costas a este problema abdicando desta importante valência para o concelho.